Home / Agile Testing / Desenvolvimento de software orientado a objetos guiado por testes Freeman Pryce
Desenvolvimento de software orientado a objetos guiado por testes Steve Freeman e Nat Pryce

Desenvolvimento de software orientado a objetos guiado por testes Freeman Pryce

A orientação a objetos (OO) não é mais um concepção moderno, mas certamente não perdeu seus valores. O objetivo do livro “Growing Object-Oriented Software, Guided by Tests” é integrar o desenvolvimento de software orientado a objetos com a abordagem TDD (Test-Driven Development) de testes ágeis, mais especificamente em Java. Ele começa com uma introdução ao TDD e às ferramentas de teste de código lhano (Junit, jMock2) que serão usadas nos exemplos. Em seguida, descreve em detalhes o processo TDD que é ilustrado por um grande exemplo. O livro termina com mais tópicos de teste de software, porquê testes de cheiro ou testes de legibilidade. Uma segmento final é dedicada a aspectos especiais de teste de código Java porquê persistência, threads e código assíncrono.

O livro “Growing Object-Oriented Software, Guided by Tests” escrito por Steve Freeman e Nat Pryce pode ser lido do início ao termo ou ser usado porquê livro de referência. No prefácio, os autores dizem que o livro é talhado a desenvolvedores com experiência profissional e alguns primeiros conhecimentos de TDD. Realmente vai muito além dos exemplos de “brinquedo” que você pode encontrar em livros de aprendizagem de programação para ortografar seu primeiro programa “Hello Word”. O teor é uma mistura equilibrada de conceitos, exemplos e diagramas que facilitam a leitura. Além do que poderia ser considerado siglas “cativantes” (OO+TDD), leste livro é uma magnífico referência sobre porquê projetar e programar software (os autores usam o bom concepção de software “crescendo”). Considerarei leste livro porquê leitura obrigatória para quem programa em Java, mas também é recomendado para programadores em outras linguagens e interessados ​​em qualidade de software, pois o processo de pensamento pode ser aplicado em outros contextos e com ferramentas semelhantes.

Referência: “Crescendo Software Orientado a Objetos, Guiado por Testes”, Steve Freeman, Nat Pryce, Addison-Wesley
Site do livro: http://www.growing-object-oriented-software.com/

Desenvolvimento de software orientado a objetos guiado por testes Steve Freeman e Nat Pryce

Citações

E se o software não fosse “feito”, porquê fazemos um avião de papel – terminar de dobrá-lo e voar para longe? E se, em vez disso, tratássemos o software mais porquê uma vegetal valiosa e produtiva, a ser cultivada, podada, colhida, fertilizada e regada? Os agricultores tradicionais sabem porquê manter as vegetalidade produtivas por décadas ou mesmo séculos. Porquê o desenvolvimento de software seria dissemelhante se tratássemos nossos programas da mesma maneira?

Porquê John Gall escreveu em “The Systems Bible: The Beginner’s Guide to Systems Large and Small”: um sistema multíplice que funciona invariavelmente evoluiu de um sistema simples que funciona.

Às vezes achamos difícil ortografar um teste para alguma funcionalidade que queremos somar ao nosso código. Em nossa experiência, isso geralmente significa que nosso design pode ser melhorado – talvez a classe esteja muito acoplada ao seu envolvente ou não tenha responsabilidades claras. Quando isso acontece, primeiro verificamos se é uma oportunidade para melhorar nosso código, antes de contornar o design tornando o teste mais complicado ou usando ferramentas mais sofisticadas. Descobrimos que as qualidades que tornam um objeto fácil de testar também tornam nosso código responsivo a mudanças.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.